top of page
Logo Sarau Cultura Brasileira

A Sarau

A Sarau Cultura Brasileira possui 30 anos no mercado nacional atuando em todos os segmentos artístico-culturais, criando e produzindo projetos para todos os perfis de público. 

Transformamos vidas através da cultura pois ela educa, expande a consciência individual e coletiva e torna a sociedade mais aberta e justa. Uma das maiores riquezas de uma sociedade é a sua cultura, por isso acreditamos que resgatar, manter, incentivar e divulgar a cultura brasileira é gerar riqueza para o nosso país.  

O que fazemos

Tudo o que fazemos é espetacular e transformador, trabalhamos com paixão pela cultura brasileira. Acreditamos que ética, diversidade e construção de redes nos fazem absorver desafios e realizar projetos que vão do teatro à projetos audiovisuais, passando por festivais, espetáculos musicais,  projetos de formação, publicações, agenciamentos artísticos e outros.  

O jeito Sarau

Colocamos em prática, seja em projetos ou nas relações de trabalho, o nosso propósito e os valores que prezamos e acreditamos. O que nos move é conectar, transformar e incluir pessoas difundindo a cultura brasileira para o mundo, criando redes de afeto e confiança entre equipe, fornecedores, parceiros, patrocinadores e público. Todos são fundamentais e fazem parte de uma engrenagem colaborativa, que tem o respeito, ética e o afeto como conduta. 

Nossa missão

Colocamos em prática, seja em projetos ou nas relações de trabalho, o nosso propósito e os valores que prezamos e acreditamos. O que nos move é conectar, transformar e incluir pessoas difundindo a cultura brasileira para o mundo, criando redes de afeto e confiança entre equipe, fornecedores, parceiros, patrocinadores e público. Todos são fundamentais e fazem parte de uma engrenagem colaborativa, que tem o respeito, ética e o afeto como conduta. 

O que fazemos

Tudo o que fazemos é espetacular e transformador, trabalhamos com paixão pela cultura brasileira. Acreditamos que ética, diversidade e construção de redes nos fazem absorver desafios e realizar projetos que vão do teatro à projetos audiovisuais, passando por festivais, espetáculos musicais,  projetos de formação, publicações, agenciamentos artísticos e outros.  

O jeito Sarau

Nossa missão

Transformamos vidas através da cultura pois ela educa, expande a consciência individual e coletiva e torna a sociedade mais aberta e justa. Uma das maiores riquezas de uma sociedade é a sua cultura, por isso acreditamos que resgatar, manter, incentivar e divulgar a cultura brasileira é gerar riqueza para o nosso país.  

DNA Sarau

Desde a sua fundação, a Sarau construiu um consistente currículo no mercado cultural carioca, atuando na pesquisa e viabilização de projetos para a recuperação da obra de artistas brasileiros, nos mais diferentes formatos, do palco à internet. Hoje, com larga experiência e reconhecimento no mercado cultural, a Sarau tem a sua própria memória, riqueza de conteúdo e uma capacidade de realização inquestionável. São cerca de 160 projetos realizados, que somam mais de 240 prêmios: 55 espetáculos teatrais, mais de 45 produções musicais, entre shows, festivais e CDs, inúmeras exposições, projetos de acervo, entre outros.  

Honramos e levamos adiante e excelência da produção artística brasileira e seu povo. Sempre com respeito às pessoas, ao público e à criação, produzimos com muito diálogo, lealdade e mente aberta para aprendizado e troca de vivências. Em nossos projetos, exercemos fidelidade entre nossa equipe, fornecedores, público e parceiros, formando uma rede de cuidado, respeito e pensamento coletivo entre os profissionais envolvidos, proporcionando assim uma ficha técnica sólida em afeto e qualidade artística. 

A Sarau foi fundada em 1992 pelas cariocas Andréa Alves, quando a mesma concluía seus estudos em jornalismo e produção cultural, e Ana Luisa Lima, sócia da produtora por 16 anos. O prazer pela música encostou no apreço pela escrita e pela história da cultura nacional. Seu primeiro projeto foi realizado no coração da Cidade Maravilhosa, com uma tarde ao som instrumental de O Trio, chamada "Música Urbana na Floresta Urbana”, apresentada no Museu do Açude, na Floresta da Tijuca. Daí em diante, o que poderia ser um simples interesse, tornou-se missão para a produtora que junto de sua equipe, ajudou a difundir a cultura brasileira, produzindo mais tarde projetos renomados na música como "Quintas no BNDES", 13 edições do “Festival Villa-Lobos", “Música no IBAM” e "Velha Guarda da Mangueira". Mas e o Teatro? Claro que esta potente forma de expressão artística esteve presente desde o início de sua trajetória, sendo realizada em seus primeiros anos, montagens de clássicos como "Rio de Janeiro Verso e Reverso”, de José de Alencar, passando por “Forrobodó, um choro na Cidade Nova”, musicado por Chiquinha Gonzaga e “A Capital Federal” de Artur Azevedo.

Em três décadas de um ciclo virtuoso, a Sarau realizou mais de 160 projetos, dentre eles 55 de teatro, 45 de música, 21 Cds, além de projetos de acervo, festivais, publicações de livros e exposições. A primeira produção audiovisual veio junto com a pandemia: “Elza Infinita”. Um documentário sobre Elza Soares, a partir da peça escrita por Vinicius Calderoni, dirigida por Duda Maia, em 2017. O filme, dirigido por Natara Ney e Erika Candido, foi uma coprodução com o Canal GNT e ganhou o New York Festivals, na categoria prata de Melhor Documentário. Levou o teatro para o palco digital na pandemia, exibindo alguns espetáculos no YouTube e simultaneamente em canais de televisão. Nessa estrada, a Sarau teve a alegria de ser indicada inúmeras vezes e ter criadores e projetos contemplados com mais de 100 prêmios. 

Em cada ano de existência, a Sarau respira, sopra e espalha por aí os ares da cultura brasileira e de seus criadores, em toda forma de arte. A vivência traz o aprendizado, a rede de afetos, as parcerias que nos acolhem e nos faz ampliar nossos espaços e alargar a existência, procurando sempre dar voz para todas as vozes.   

Andréa Alves

“Das dádivas da vida, certamente realizar esses inventos criativos, abrir espaços para narrativas sociais importantes, proporcionar redes de afeto e gerar ondas de empatia, são aquelas que eu agradeço todos os dias e encaro como missão.”   

Há pouco mais de 30 anos a jornalista, carioca, filha de nordestinos, Andréa Alves fundou a produtora. Hoje, continua como diz a personagem Macabéa, de Clarice Lispector: “grávida de futuro”. “A Hora da Estrela”, é uma de suas últimas idealizações para teatro musical. Suas produções estão invariavelmente entre as mais indicadas ou premiadas: A Hora da Estrela ou o Canto de Macabéa possui 3 indicações ao Prêmio Shell e Museu Nacional [todas as vozes do fogo], com a Cia Barca dos Corações Partidos, está indicada como Melhor Espetáculo ao Prêmio APCA (Associação Paulista de Críticos de Arte). 

 

Andréa Alves ocupa diversas posições por onde transita. Para dois, ela é mãe. Para alguns mais, ela é chefa. Para tantos, é inspiração. Mas não se enganem pensando que é possível ver essa mulher como ocupante de uma função exclusiva: a todo momento, ela é um pouco do que representa para diferentes pessoas e isso não acontece por acaso.  

 

Desde os tempos de universitária engajada com o que há de mais primordial na cultura brasileira, o surgimento da Sarau foi um movimento espontâneo. Andréa buscava conhecer o Brasil através dos brasileiros que gostavam de compor, tocar e cantar Brasil. Não se rendia à tentação dos estrangeirismos, tão mais valorizados do que nossos artistas nacionais. E assim surge a Sarau. Os primeiros passos, que perpassam Elis, Villa Lobos e Grande Othelo, por exemplo, estão aí registrados na história que não mais pertence à empresa. Essa história que Andréa proporcionou, pertence ao Brasil. 

 

Em 2018, o jornal Folha de São Paulo a procurou para fazer uma matéria sobre a originalidade e brasilidade de suas produções, que reinventaram o mercado de musicais no Brasil. Confira a matéria completa neste link.

O início

Tudo o que fazemos emociona, toca o coração das pessoas, surpreende e abre caminhos. Somos diversos em pessoas, pensamentos, habilidades, públicos e temas. Incluímos todos sem distinção. Quanto mais, melhor! 

O novo olhar

Tornamos o invisível, visível. Proporcionamos a inclusão de pessoas, de histórias e culturas que merecem ganhar luz e visibilidade. Assim tornamos nossa sociedade menos elitista e mais transversal. Navegamos tanto no digital quanto no presencial com diferentes tipos de produções culturais. No Brasil falamos português, no mundo falamos todas as línguas. 

Inclusivo e diverso

Garantimos excelência e qualidade em nosso trabalho com base na Agenda 2030, proposta pela ONU para atingir os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), assegurando bem estar, a igualdade de gênero e empoderando mulheres além de promovermos a inclusão social, econômica e política de todos, independente de idade, gênero, deficiência, etnia, raça, origem, religião ou condição econômica. 

Valorizamos as pessoas

Principais marcos

  • Música Urbana na Floresta Urbana / SHOWS E CONCERTOS 

  • Ciclo Mignone (O Trio) / AGENCIAMENTO 

  • Campello Donizetti / SHOWS E CONCERTOS 

1992

  • Quintas no BNDES / SHOWS E CONCERTOS 

  • Rio de Janeiro Verso e Reverso / TEATRO 

1993

  • Velha Guarda da Mangueira / SHOWS E CONCERTOS 

  • Alcassino e Nicoleta / TEATRO 

  • Música das Palavras / SHOWS E CONCERTOS 

  • Música no IBAM / SHOWS E CONCERTOS 

  • Quintas no BNDES / SHOWS E CONCERTOS 

  • Fórum da Música Independente / SHOWS E CONCERTOS 

  • 32º Festival Villa-Lobos / SHOWS E CONCERTOS 

  • O Teatro através da História / LIVROS 

1994

  • Segura ele / MÚSICA (CD) 

  • 33º Festival Villa-Lobos / SHOWS E CONCERTOS 

  • Da Renascença ao Jazz / MÚSICA (CD) 

  • Chorando no CCBB / SHOWS E CONCERTOS 

  • Chiquinha Gonzaga, uma Homenagem / TEATRO 

  • Quintas no BNDES / SHOWS E CONCERTOS 

  • Quartas no MIS / SHOWS E CONCERTOS 

  • O Samba dos Bambas / MÚSICA (CD) 

  • O Som do Arquivo / SHOWS E CONCERTOS 

1995

  • Forrobodó, um choro na Cidade Nova / TEATRO 

  • Tragédias Cariocas para Rir / TEATRO 

  • Maria Tereza Madeira e Pedro Amorim / SHOWS E CONCERTOS 

  • Som de Bandolim / MÚSICA (CD) 

  • Ernesto Nazareth, Revelações / SHOWS E CONCERTOS 

1996

  • Baunilha e Troleto / TEATRO 

  • A Capital Federal / TEATRO 

  • Olivia Byington com Edgar Duvivier e O Trio / SHOWS E CONCERTOS 

  • Pixinguinha 100 anos / SHOWS E CONCERTOS 

  • Cantos de Verão / SHOWS E CONCERTOS 

  • Na Trilha do Samba / SHOWS E CONCERTOS 

  • Prêmio Rodrigo Melo Franco de Andrade – IPHAN / SHOWS E CONCERTOS 

  • Camerata Universidade Gama Filho / SHOWS E CONCERTOS 

  • Sempre Ernesto Nazareth / SHOWS E CONCERTOS 

  • Chiquinha Gonzaga, 150 anos / TEATRO 

  • Pelourinho Dia e Noite / SHOWS E CONCERTOS 

1997

  • Chico Viola / TEATRO 

  • Concertos para Juventude / SHOWS E CONCERTOS 

  • Hermeto e Os Novos / SHOWS E CONCERTOS 

  • Vozes do Mundo / SHOWS E CONCERTOS 

  • Vibrações de Jacob / SHOWS E CONCERTOS 

  • Prêmio Rodrigo Melo Franco de Andrade – IPHAN / SHOWS E CONCERTOS 

  • Coro da Accademia Nazionale Di Santa Cecilia e Orquestra de Câmara Salzburger Kammervituosen / SHOWS E CONCERTOS 

  • Quintas no BNDES / SHOWS E CONCERTOS 

1998

  • O Mito Carmen Miranda / SHOWS E CONCERTOS 

  • Música de Câmara Brasileira / SHOWS E CONCERTOS 

  • O Samba Paulista de Adoniran / SHOWS E CONCERTOS 

  • Cantorias Nordestinas / SHOWS E CONCERTOS 

1999

  • Cantorias Amazônicas / SHOWS E CONCERTOS 

  • Divina, 80 anos de Elizete / SHOWS E CONCERTOS 

  • 1ª Temporada Musical de Inverno de Petrópolis / SHOWS E CONCERTOS 

  • MPB – A História de Um Século / EXPOSIÇÕES 

  • Câmara Cascudo – Um Século de Brasilidade / EXPOSIÇÕES 

  • O Trio  / AGENCIAMENTO 

2000

  • Memória da Destruição / EXPOSIÇÕES 

  • Engraçadinha / TEATRO 

  • Projeto Carlos Gomes – O Coração do Rio / SHOWS E CONCERTOS 

  • 2ª Temporada Musical de Inverno de Petrópolis / SHOWS E CONCERTOS 

  • Verão Musical Brasília / SHOWS E CONCERTOS 

  • Cabaré Rodrigueano / TEATRO 

  • No Compasso do Samba / SHOWS E CONCERTOS 

  • É Preciso Mudar / MÚSICA (CD) 

2001

  • Elis, a Estrela do Brasil / TEATRO 

  • Grupo Galpão 20 anos / TEATRO 

  • Verão Musical / SHOWS E CONCERTOS 

  • Cantorias Paulistanas / SHOWS E CONCERTOS 

  • A Vida Como Ela É / TEATRO 

  • Frevendo o Frevo / SHOWS E CONCERTOS 

  • O Barão do Rio Branco e A Alma Carioca / EXPOSIÇÕES 

  • Engraçadinha / TEATRO 

  • Gonzagão, 90 anos / SHOWS E CONCERTOS 

2002

  • Arca de Noé / TEATRO 

  • O Castiçal / TEATRO 

  • Aquarela Polibrasil / SHOWS E CONCERTOS 

  • O Inspetor Geral / TEATRO 

  • Um Molière Imaginário / TEATRO 

  • Campanha Teatro Para Todos / TEATRO 

2003

  • A Arca de Noé / TEATRO 

  • Grande Othelo, Êta Moleque Bamba! / TEATRO 

  • Escola Portátil de Música / OFICINAS DE MÚSICA 

  • Mostra Cia. Burlantins / TEATRO 

  • Festival SESC Rio de Inverno / TEATRO 

  • Campanha Teatro Para Todos / TEATRO 

2004

  • Projeto Circulação Música de Concerto / SHOWS E CONCERTOS 

  • Os Sete Afluentes do Rio Ota / TEATRO 

  • Grande Othelo, Êta Moleque Bamba! / TEATRO 

  • Festival Sesc de Inverno / TEATRO 

  • Escola Portátil de Música / OFICINAS DE MÚSICA 

  • Campanha Teatro Para Todos / TEATRO 

  • Tauromáquina / TEATRO 

2005

  • Antônio e Cleópatra / TEATRO 

  • Aquarela Polibrasil (O Samba é Meu Dom) / MÚSICA (CD) 

  • Cazumbá / TEATRO 

  • Amil / SHOWS E CONCERTOS 

  • Grande Othelo, Êta Moleque Bamba! / TEATRO 

  • Campanha Teatro Para Todos / TEATRO 

  • Escola Portátil de Música / OFICINAS DE MÚSICA 

  • O Violão no Brasil / SHOWS E CONCERTOS 

  • Um homem é um homem / TEATRO 

  • Projeto Cultura e Inovação - A Teatralidade do Humano / CICLO DE DEBATES 

  • Choro Carioca / MÚSICA (CD) 

  • 2º Festival Nacional de Choro / SHOWS E CONCERTOS 

  • Festival Rio de Inverno / TEATRO 

2006

  • A Hora e a vez de Augusto Matraga / TEATRO 

  • Pequenos Milagres / TEATRO 

  • Choro Ímpar / SHOWS E CONCERTOS 

  • Campanha Teatro Para Todos / TEATRO 

  • Escola Portátil de Música / OFICINAS DE MÚSICA 

  • Tom de Câmara / SHOWS E CONCERTOS 

  • Grande Othelo 90 anos / PRESERVAÇÃO DE ACERVO - SITE 

  • Mãe Coragem / TEATRO 

2007

  • A Redenção pelo Sonho / TEATRO 

  • Mãe Coragem / TEATRO 

  • Ondekoza / SHOWS E CONCERTOS 

  • Ariano Suassuna 80 anos / PRESERVAÇÃO DE ACERVO – SITE 

  • Cia. Primeiro Ato / TEATRO 

  • Campanha Teatro Para Todos / TEATRO 

  • Mostra Brasil Juventude Transformando com Arte / TEATRO 

  • Art Metal Quinteto: Dezeno Viventeum / MÚSICA (CD) 

2008

  • Acervo Maria Clara Machado / PRESERVAÇAO DE ACERVO – SITE 

  • Campanha Teatro Para Todos / TEATRO 

  • 47º Festival Villa-Lobos / SHOWS E CONCERTOS 

  • Til, a Saga de um Herói Torto / TEATRO 

  • A Farsa da Boa Preguiça / TEATRO 

  • Hamelin / TEATRO 

2009

  • Saltimbancos / TEATRO 

  • Oficinas de Artes e Ofícios / OFICINAS DE TREINAMENTO E CAPACITAÇAO 

  • 48º Festival Villa-Lobos / SHOWS E CONCERTOS 

  • Mostra Brasil Juventude Transformando com Arte / TEATRO 

  • Campanha Teatro Para Todos / TEATRO 

  • A Invenção de um Brasil Musical / SHOWS E CONCERTOS 

  • Trio da Canção Brasileira / SHOWS E CONCERTOS 

  • A Hora e a vez de Augusto Matraga / TEATRO 

  • Hamelin / TEATRO 

2010

  • Um Rubi no Umbigo / TEATRO 

  • Hamelin / TEATRO 

  • Estandartes / EXPOSIÇÕES 

  • Inverno da Luz Vermelha / TEATRO 

  • Campanha Teatro Para Todos / TEATRO 

  • 49º Festival Villa-Lobos / SHOWS E CONCERTOS 

  • A Farsa da Boa Preguiça / TEATRO 

  • Tio Vânia / TEATRO 

2011

  • Eternos Modernos / SHOWS E CONCERTOS 

  • JT Leroy / TEATRO 

  • Gonzagão 100 anos / SHOWS E CONCERTOS 

  • Novas Esquinas / SHOWS E CONCERTOS 

  • O Outro Van Gogh / TEATRO 

  • 50º Festival Villa-Lobos / SHOWS E CONCERTOS 

  • Gonzagão - A Lenda / TEATRO 

  • A Farsa da Boa Preguiça / TEATRO 

  • Algumas Aventuras das Vinte Mil Léguas Submarinas / TEATRO 

2012

  • Art Metal Quinteto Apresenta / SHOWS E CONCERTOS 

  • Forrobodó / TEATRO 

  • Feliz 1958! / TEATRO 

  • Algumas Aventuras das Vinte Mil Léguas Submarinas / TEATRO 

  • 51º Festival Villa-Lobos / SHOWS E CONCERTOS 

  • Carlos Scliar Memórias / EXPOSIÇÕES 

  • Gonzagão - A Lenda / TEATRO 

  • A Farsa da Boa Preguiça / TEATRO 

2013

  • Ópera do Malandro / TEATRO 

  • Forrobodó / TEATRO 

  • Amigo Cyro, Muito lhe Admiro / TEATRO 

  • Coletivo Samba Noir / SHOWS E CONCERTOS 

  • Feliz 1958! / TEATRO 

  • O Brasil de Jackson do Pandeiro / SHOWS E CONCERTOS 

  • 52º Festival Villa-Lobos / SHOWS E CONCERTOS 

  • Gonzagão - A Lenda / TEATRO 

  • Art Metal Quinteto Apresenta / SHOWS E CONCERTOS 

  • Saltimbancos / TEATRO 

2014

  • Coletivo Samba Noir / SHOWS E CONCERTOS 

  • 53º Festival Villa-Lobos / SHOWS E CONCERTOS 

  • Ópera do Malandro / TEATRO 

  • Gonzagão - A Lenda / TEATRO 

2015

  • Auê / TEATRO 

  • Auê / MÚSICA (CD) 

  • Gota d’Água / TEATRO 

  • 54º Festival Villa-Lobos / SHOWS E CONCERTO 

  • Made in Brazil / MÚSICA (EP) 

  • Samba Sujo / MÚSICA (EP) 

  • Gonzagão - A Lenda / TEATRO 

2016

  • Suassuna – O Auto do Reino do Sol / TEATRO 

  • Suassuna – O Auto do Reino do Sol / MÚSICA (CD) 

  • 55º Festival Villa-Lobos / SHOWS E CONCERTO 

  • Agosto / TEATRO 

  • Alfredo em Furnas / SHOWS E CONCERTOS 

  • Auê / TEATRO 

  • Gota d’Água / TEATRO 

  • Gonzagão - A Lenda / TEATRO 

2017

  • Festival TOCA – Toda Canção / SHOWS E CONCERTOS 

  • 56º Festival Villa-Lobos / SHOWS E CONCERTOS 

  • Desancora / SHOWS E CONCERTOS 

  • Elza / TEATRO 

  • Suassuna – O Auto do Reino do Sol / TEATRO 

  • Auê / TEATRO 

  • Agosto / TEATRO 

  • Gota d’Água / TEATRO 

2018

  • Sísifo / TEATRO 

  • 57º Festival Villa-Lobos / SHOWS E CONCERTOS 

  • Khrystal / SHOWS E CONCERTOS 

  • Macunaíma - Uma Rapsódia Musical / TEATRO 

  • Elza / TEATRO 

2019

  • Jacksons do Pandeiro / TEATRO 

  • Jacksons do Pandeiro / MÚSICA (CD) 

  • A Hora da Estrela ou O Canto de Macabéa / TEATRO 

  • Macunaíma - Uma Rapsódia Musical / TEATRO 

  • Auê / TEATRO 

  • Elza / TEATRO 

  • Sísifo / TEATRO 

  • Festival TOCA – Toda Canção / SHOWS E CONCERTOS 

2020

  • A Hora da Estrela ou O Canto de Macabéa / TEATRO 

  • A Hora da Estrela ou O Canto de Macabéa / MÚSICA (CD) 

  • Auê / TEATRO 

  • Elza / TEATRO 

  • Elzas / SHOWS E CONCERTOS 

  • Elza Infinita / DOCUMENTÁRIO 

  • Sísifo / TEATRO 

  • Festival TOCA – Toda Canção / SHOWS E CONCERTOS 

2021

  • A Hora da Estrela ou O Canto de Macabéa / TEATRO 

  • FIBRA - Festival Instrumental Brasil / SHOWS E CONCERTOS 

  • Um Português e um Brasileiro entram num bar / TEATRO 

  • Jacksons do Pandeiro / TEATRO 

  • Museu Nacional / TEATRO 

  • Sísifo / TEATRO 

2022

  • Sísifo / TEATRO 

  • Jacksons do Pandeiro / TEATRO 

  • Portátil / TEATRO 

  • Museu Nacional / TEATRO 

  • Viva o Povo Brasileiro [de Naê a Dafé] / TEATRO 

  • Azira'i / TEATRO 

2023

Linha do tempo

A Sarau foi fundada em 1992 pela jornalista Andréa Alves e a arte educadora Ana Luisa Lima, sócia da produtora por 16 anos

Em 1995 a Sarau realizou dois projetos importantes, o Chorando no CCBB e uma homenagem a Chiquinha Gonzaga, que incluiu, além de três shows com programas inéditos da autora, a montagem da revista Forrobodó, um choro na cidade novo, a primeira premiação nacional da produtora: Prêmio Mambembe de Melhor espetáculo. 

Em 1997 foram realizados dois shows em homenagem a dois grandes artistas da cultura brasileira, um celebrando os 100 anos de Pixinguinha e outro, os 90 anos de Chiquinha Gonzaga. 

2002 foi o ano de comemorar nos palcos os 20 anos do Grupo Galpão, tradicional grupo de teatro, além de um grande show para os 90 anos de Gonzagão. 

Em 2004 a Sarau adota o sobrenome Agência de Cultura Brasileira. E, neste ano foi a vez de celebrar a vida e carreira do Grande Othelo, com a estreia do espetáculo “Grande Othelo, Êta Moleque Bamba!”, dirigido por André Paes Leme, seguido pelo lançamento do sítio virtual e da biografia, de autoria de Sérgio Cabral. O acervo organizado, higienizado e parte restaurado pela Sarau, foi transferido para a FUNARTE. 

2007 celebramos os 80 anos do mestre Ariano Suassuna, com sua presença em aula-espetáculo no Teatro Municipal do Rio de Janeiro, evento que abriu uma série de ações realizadas pela Sarau, em parceria com várias instituições como o Sesc Rio e a TV Globo, que nos permitiu fazer um apanhado geral de sua obra em exposições, leituras, mostras de peças, montagem inédita da Farsa da Boa Preguiça e a instalação do Núcleo Ariano Suassuna, na Universidade Federal de Pernambuco, que coordenou a catalogação de seu acervo.  

Em 2010 a Sarau assumiu a produção do Festival Villa-Lobos, importante evento anual difusor da obra do maestro e compositor Heitor Villa-Lobos. Ao todo, foram 10 edições realizadas pela Sarau com a parceria do Museu Villa-Lobos. 

Em 2012 foi celebrado o centenário de Luiz Gonzaga com excelentes produções: o evento "Gonzagão, 100 anos”, uma série de 4 shows com seus maiores sucessos e a estreia do premiado espetáculo “Gonzagão - A Lenda”, marco inicial para a formação da companhia Barca dos Corações Partidos.

Em 2014 estreia a Ópera do Malandro, no Teatro Municipal do Rio de Janeiro, primeira peça oficial da Barca dos Corações Partidos.  

Em 2017 voltamos a celebrar Ariano Suassuna, dessa vez com uma homenagem teatral: Suassuna – o Auto do Reino do Sol. Um marco na história da Sarau, que recebeu 27 prêmios.

2018 foi a vez de homenagear outra gigante da nossa cultura, com o espetáculo “Elza”, vencedor de 18 prêmios. Projeto que rendeu outros desdobramentos em 2021, com o show “Elzas” e o documentário “Elza Infinita”, parceria com o Canal GNT, vencedor na Categoria Prata em Documentário no New York Film Festival 2022

Em 2024, Zahy Tentehar é a primeira atriz indígena a vencer a categoria Melhor Atriz pelo júri carioca do 34º Prêmio Shell de Teatro, por Azira'i.

bottom of page