top of page
Logo Sarau Cultura Brasileira
AUÊ

No dicionário, "auê" significa farra, tumulto, confusão ou barulho causado por uma algazarra. A expressão agregou outras definições com a estreia de ‘Auê’. Em cena, a companhia Barca dos Corações Partidos – forjada nas montagens de ‘Gonzagão – A Lenda’ e ‘Ópera do Malandro’ – apresenta 21 canções autorais e inéditas, em um espetáculo que mescla teatro, dança, performance e, claro, música.

Criada em um processo coletivo com a diretora Duda Maia, a encenação utiliza as letras como dramaturgia e os oito atores/cantores também são responsáveis por tocar todos os instrumentos ao vivo nesta verdadeira farra teatral.

A idealização do projeto é fruto da parceria do grupo com a Sarau Agência, da produtora Andréa Alves, também responsável pelas outras montagens.

Celebração no caos

AUÊ

”Auê” nos reconhece como semelhantes e celebra o nosso caos. É como sentar num tobogã e deslizar para cima, para o céu.
Redes sociais
AUÊ

Informações do projeto

Tempo em cartaz: 2 anos 
Número de apresentações: 107 apresentações 
Cidades: Rio de Janeiro, São Paulo, Belo Horizonte, Porto Alegre, Fortaleza, Brasília e Araxá 
Audiência: 34.900 mil pessoas 

Prêmios 
Vencedor Bibi Ferreira 2017 (Musical Brasileiro; Arranjo Original – Alfredo Del-Penho e Beto Lemos; Letra e Música Original) 
Vencedor Aptr 2017 (Espetáculo; Música; Produção) 
Vencedor Reverência 2017 (Direção Musical; Categoria Especial – Elenco) 
Vencedor Prêmio Shell 2016 (Direção - Duda Maia) 
Vencedor Cesgranrio 2016 (Espetáculo; Direção - Duda Maia; Direção Musical) 
Vencedor Botequim Cultural 2016 (Espetáculo, Direção - Duda Maia; Autor; Direção Musical; Iluminação; Ator – Coletivo de Atores do Auê) 

Ficha técnica

COM: Ádren Alves (Percussão, sax soprano e vocais); Alfredo Del-Penho (Violão, guitarra, baixo, cavaquinho, flauta, percussão e vocais); Beto Lemos (Guitarra, violão, rabeca, sanfona e percussão); Eduardo Rios (Sanfona, sax tenor e vocais); Fabio Enriquez (Trompete, percussão e vocais); Renato Luciano (Violão, trombone e vocais); Ricca Barros (Baixo, sax alto e vocais);  
 
MÚSICO CONVIDADO: Rick de La Torre (Bateria) 
 
DIREÇÃO: Duda Maia 
DIREÇÃO MUSICAL E ARRANJOS: Alfredo Del-Penho e Beto Lemos 
DIREÇÃO DE PRODUÇÃO: Andréa Alves 
DIRETOR ASSISTENTE: Eduardo Rios 
ILUMINAÇÃO: Renato Machado 
DESING DE SOM: Gabriel D’Angelo 
DIREÇÃO DE ARTE: Kika Lopes 
COORDENAÇÃO DE PRODUÇÃO: Leila Maria Moreno 
PREPARAÇÃO DOS INSTRUMENTOS DE SOPRO: Gilson Santos  
FOTOGRAFIA: Silvana Marques 
PROGRAMAÇÃO VISUAL: Beto Martins e Gabriela Rocha  
ASSESSORIA DE IMPRENSA: Factoria Comunicação 

A Cia Barca dos Corações Partidos apresenta um espetáculo original que mescla teatro, música, dança e performance. O repertório faz jus ao nome da companhia e traz uma leva de canções cujo tema principal é o amor e todas as suas dores e delícias. Sucesso de público e crítica, foi criado em processo coletivo com a diretora Duda Maia e todos os atores e músicos em cena cantam e tocam diversos instrumentos ao vivo, numa verdadeira farra teatral. Considerado um marco da cena artística carioca pela originalidade e inovação, teve reconhecimento de público e crítica com quase 40 indicações a prêmios.

Conheça outros projetos

bottom of page